terça-feira, 23 de outubro de 2012

Novo ano... vida nova

Apesar de as atividades já se terem iniciado há muiiiiiiiiiiiiito tempo, as ocupações do inicio do ano "roubaram-nos" algum do tempo que deveríamos ter dedicado ao nosso blogue.
Mas estamos de volta!
Aguardem as nossas novidades 

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Dia da àgua, "A Fadinha do Lago" e o Painel do Rio


Foi com muito agrado e motivação que as crianças e uma encarregada  de educação do JI da Lomba participaram na elaboração de uma parte do painel do "Rio".
As fotografias são ilustrativas de como as crianças do Jardim de Infância, são capazes de realizar trabalhos manuais e gostam muito de aprender.

Ainda para mais que foi na sala deles que se celebrou o Dia da Água com a professora Maria Manuel, em "direto" para todas as salas de Jardim de Infância do Agrupamento de Escolas de Vagos com a história:" A fada do lago. Eles gostaram muito dessa experiência e até hoje, não se esqueceram da mensagem que a "Fadinha das águas limpas" lhes deixou: manter os rios e a natureza limpos. Também não esqueceram da mensagem, igualmente importante, da canção do "Zeca": poupar a água! Como todas as atividades realizadas no JI, foi um momento muito rico para todos nós."



sábado, 9 de junho de 2012

"Juntos pela água"


Um trabalho levado a cabo pelas crianças que frequentam a educação pré-escolar e o 1º ciclo do ensino básico do Agrupamento de Escolas de Vagos e que culminou com a apresentação do painel no dia 2 de junho, Dia da Comunidade.
Este trabalho é o resultado do envolvimento de várias pessoas que deram o seu contributo para conseguir este fantástico resultado: docentes que se empenharam e envolveram alunos e familias, Profª Maria Manuel Santos que dinamização as atividades do Dia da Água no âmbito dos Encontros de Leitura, nos lançou o desafio e  juntou cada "afluente" tornando o "caudal" do nosso rio muito maior, equipa do Eco-escolas que colaborou na planificação e a direção que apoiou e incentivou à realização de todo este trabalho. Todos estão de parabéns. No final... VALEU A PENA!




quarta-feira, 6 de junho de 2012

O amola tesouras

Olá!
Somos os  meninos do Jardim de Infância de Ouca. Um dia destes estávamos a conversar quando  ouvirmos um som diferente. 
Fomos investigar e descobrimos um senhor com uma máquina muito antiga. 
Era o "Amola Tesouras" que os nossos avós nos falavam. 
Resolvemos então pedir para afiar uma tesoura da escola. 
Fizemos muitas e pedimos para ele voltar a tocar aquela espécie de flauta




quarta-feira, 23 de maio de 2012

Projeto Educação Sexual no Jardim de Infância

No nosso jardim de infância temos dois colegas com irmãos bebés:
Um deles esteve na nossa sala e... era lindo!
Temos, também, outra mãe que está grávida. A sua barriga já está a crescer! 
A Maria ficou curiosa e queria saber como vão os bebés para dentro da barriga das mães. Assim, resolvemos fazer um projeto para descobrir a resposta. Fomos à Internet, vimos imagens em livros e descobrimos muitas coisa.
Com as nossas descobertas fizemos um livro que se encontra na nossa biblioteca!

sexta-feira, 18 de maio de 2012

“Os bichos da seda” no Jardim de Infância de Vagos


Os bichos-da-seda” 
Iniciámos a criação de bichos-da-seda para observar o processo de metamorfose da lagarta à borboleta.
O que aprendemos…
Quando o bicho-da-seda nasce tem cerca de 2,5mm de comprimento é muito, muito pequenino.
Ele come durante 42 dias e sofre 5 mudanças (metamorfoses).Torna-se numa lagarta e come grandes quantidades de folhas de uma árvore que se chama amoreira.
Pertencem à classe dos insectos.
Aprendemos a distinguir os machos das fêmeas. O macho é branco com risquinhas pretas. A fêmea é toda branca sem risquinhas. Quando o bichinho já está muito gordo começa a fazer o seu casulo. Demora a fazê-lo 3 dias e 3 noites. Cada casulo pode atingir 3000 metros de fio de seda.
Do casulo saem as borboletas (machos e fêmeas) que acasalam e deixam ficar os ovinhos na caixa. Estas borboletas não se alimentam e morrem, ficando apenas os ovos que se guardam até à primavera seguinte.
Cuidados a ter com os ovos:
 Conservar os ovos em lugares secos e frescos até à primavera.
Ter cuidado com o aquecimento pois o calor irá fazê-los pensar que já é primavera, e podem nascer antes do tempo e morrer porque as folhas da amoreira só rebentam nessa altura (foi o que aconteceu este ano a alguns dos nossos ovos).


Gostámos muito de conhecer a vida destes bichinhos.



(sala 1 e sala2)